Vista da instalação no "Programa de Exposições - MARP", Museu de Arte de Ribeirão Preto, 2019. Installation view at MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto, 2019.
Documentação do público modificando a instalação. MARP, 2019. Documentation of the public modifying the installation. MARP, 2019.
Documentação do público modificando a instalação. MARP, 2019. Documentation of the public modifying the installation. MARP, 2019.
Documentação de um dos estados da instalação após a interação do público. MARP, 2019. Documentation of the installation after the participation of the public.
Documentação de um dos estados da instalação após a interação do público. MARP, 2019. Documentation of the installation after the participation of the public.
Documentação de um dos estados da instalação após a interação do público. MARP, 2019. Documentation of the installation after the participation of the public.
Documentação de um dos estados da instalação após a interação do público. MARP, 2019. Documentation of the installation after the participation of the public.
“Shadow study in one-point perspective” is an interactive installation that investigates concepts of territory and impermanence. The installation consists of a video projected on the wall and sculptures that occupies the exhibition space.
The video is not seen as a documentation of the installation, but as a digital notebook that shows the artist’s thought process of inhabiting the space with sculptures.
The materials of the sculptures are discarded woods that were collected in the streets and then wrapped in raw cotton canvas. The sculptures are built by juxtaposing and balancing the materials together. In this scenario the public is invited to manipulate the temporary sculptures – by removing or recreating them – and occupy the space with new temporary structures.
-
“Estudo de sombras em uma perspectiva com um ponto de fuga” é uma instalação interativa que investiga ideias de território e impermanência através de um vídeo projetado na parede e tridimensionais que ocupam o espaço expositivo.
O vídeo não é um registro da instalação, ele se assemelha a um caderno de anotações digital que mostra a experiência da ocupação do espaço expositivo pelo artista, anotando os impulsos iniciais de construção e desconstrução dos tridimensionais no espaço.
O material utilizado nos tridimensionais são descartes de madeiras que foram coletadas pela cidade e, posteriormente, revestidas com tela de algodão cru. A ocupação do espaço é feita a partir da justaposição e equilíbrio das madeiras revestidas. Diante disso o visitante é convidado a interagir com a instalação, seja destruindo os tridimensionais presentes ou reformulando-os. Ele pode se apropriar do espaço para definir um outro território manipulando os materiais que sustentam os tridimensionais.

Estudos de sombras em uma perspectiva com um ponto de fuga, 2018
Vídeo instalação interativa
Vídeo (cor, sem áudio), madeiras recolhidas pela cidade e posteriormente revestidas com tela de algodão cru
Dimensões variáveis
-
Shadow study in one-point perspective, 2018
Video installation
Video (color, sound) and raw cotton canvas on discarded wood
Dimensions variable
Back to Top